Mensagem da Câmara Episcopal sobre a Páscoa de 2022


“Ele não está aqui! Ressuscitou!” (Lucas 24.6)


O Ano Cristão, com suas diferentes estações ou quadras litúrgicas – Advento, Natal, Epifania, Quaresma, Semana Santa, Páscoa - nos coloca no caminho do discipulado, do seguimento a Jesus, no caminho da Salvação. Auxilia-nos a compreendermos melhor o Deus que agiu em Jesus e continua agindo na vida e história da humanidade. Assim o faz por que ama a sua criação.


O caminho quaresmal nos fez lembrar, entre outros ensinamentos, de como Jesus venceu as tentações da magia, do poder, da riqueza... continuando firme e decidido pelo projeto de Deus.


Na Semana Santa, Jesus vive uma profunda e total empatia pelo ser humano, identifica-se com sua fragilidade, com suas limitações, com suas dores e seus sofrimentos. Foi, por isso, brutalmente assassinado, com sentença promulgada pelos homens do templo e dos palácios.


Contudo, a boa notícia, que foi dada às mulheres no túmulo vazio, é de que Ele não está mais ali: Ressuscitou! Ele vive!


O discipulado nos responsabiliza com o anúncio de que Ele vive! Responsabiliza-nos com o testemunho de que Ele está no meio de nós! Nisso está a “chave” de como devemos nortear nossas ações. E elas deverão apontar que Jesus está vivo no meio de nós!


O projeto de Deus em Jesus Ressuscitado se antagoniza com o projeto dos poderosos. O discipulado nos desafia constantemente a anunciar, testemunhar, viver verdadeiramente o projeto do Reino que é vida. Vida nova em Jesus ressuscitado!


Diariamente teremos que optar. Estando no caminho do projeto do Reino, optaremos não pela cobra, símbolo do mal e da tortura, mas pela mulher que sofre violência. Nossa opção não será pelo ouro da propina e do suborno, mas pelo brilho da verdadeira vida em Jesus Cristo, em fraternidade e solidariedade. Não optaremos por Barrabás, símbolo dos ladrões e salteadores, mas sim pelas pessoas que oferecem a vida e a defendem, para que seja plena e abundante para todas as pessoas.


Nós optaremos pela verdade, que traz à luz todas as coisas, tirando-as da escuridão e não pelo sigilo que esconde, sob as trevas, os atos dos violentos e dos salteadores.


Nosso desafio será optar pelo caminho que defende a vida em todas suas formas, que defende a Criação de Deus, nossa casa comum, em lugar de desprezá-la e destruí-la em nome de um pretenso progresso.


Às mulheres que foram ao túmulo, os anjos disseram: “Vão e anunciem que Ele não está aqui. Ressuscitou!”.


Anunciar o Jesus Ressuscitado, no meio de nós, é anunciar e viver o projeto do Ressuscitado, o projeto de Deus.


Certamente estamos e estaremos comprometidos com isso. Aleluia!!!


Câmara Episcopal


Bispo Naudal Alves Gomes, Primaz

Bispo Maurício Andrade, Diocese Anglicana de Brasília

Bispo Francisco de Assis da Silva, Diocese Sul- Ocidental

Bispo Humberto Maiztegui, Diocese Meridional

Bispo João Câncio Peixoto, Diocese Anglicana de Recife

Bispo Eduardo Coelho Grillo, Diocese Anglicana do Rio de Janeiro

Bispa Marinez Rosa dos Santos Bassotto, Diocese Anglicana da Amazônia

Bispa Meriglei Borges Silva Simim, Diocese Anglicana de Pelotas

Bispo Francisco Cézar Fernandes Alves, Diocese Anglicana de São Paulo

Bispa Magda Guedes Pereira, Diocese Anglicana do Paraná

Bispo Clóvis Erly Rodrigues, Emérito

Bispo Almir dos Santos, Emérito

Bispo Celso Franco, Emérito

Bispo Jubal Pereira Neves, Emérit

Bispo Filadelfo de Oliveira, Emérito

Bispo Saulo Maurício de Barros, Emérito

Bispo Renato Raazt, Emérito

Bispo Flávio Borges Irala, Emérito

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo